quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Sinais para detectar um chantagista emocional

– Falar com eles é estressante porque mudam continuamente o assunto da conversa, vão mudando de estratégia e tentam confundir a vítima até que encontram o ponto fraco, onde sentem que podem manipular.
– Quando estamos frente a um manipulador, as sensações falam mais do que a razão. Devemos sempre observar nossas emoções; se nos encontrarmos frente a uma pessoa saudável, as emoções também serão saudáveis, mas se estivermos frente a um chantagista, é muito comum que nos sintamos incômodos, com mal estar, frustrados e indecisos. Por um lado, nossa mente pode perceber que algo não vai bem, mas, por outro lado, os medos e as chantagens que recebemos podem invalidar a razão e chegar a um momento em que nos sintamos incapazes de tomar decisões.
– Costumam se vangloriar de sua vida e de suas propriedades, já que buscam ser vistos como “heróis ou salvadores”. Por isso, as pessoas que possuem uma baixa autoestima são mais propensas a cair nas garras dos manipuladores, pois pode ser que elas os admirem em excesso.
– Querem ser aqueles que dominam as conversas e os que sempre têm razão; são pouco flexíveis e não sabem ouvir, falam muito mais do que ouvem.
– Não gostam de receber conselhos, já que consideram um insulto à sua inteligência.
– Mudam facilmente de humor já que, se conseguirem manipular, ficam felizes, mas se a vítima resistir, suas feições podem mudar em questão de segundos…
– Desejam anular a opinião do outro, fazendo com que apenas a sua seja válida e verdadeira.
Fonte: https://amenteemaravilhosa.com.br/a-chantagem-emocional/

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Onde tem apologia a violência contra a mulher e ao estupro, não se pode chamar de música. Só se pode chamar de crime.

Ao saber da imoralidade de MC Diguinho, fiquei enojado, pois é apologia a violência contra a mulher e ao estupro, o que deve dar punição a quem compôs, a gravadora que lançou o disco e as rádios que tocam. Por isso mesmo me recuso a chamar de música. Só chamo de música as lindas canções de Paralamas do Sucesso, Skank, Engenheiros do Hawaii, Legião Urbana, Toquinho, Vinícius de Moraes, Tim Maia, A-Ha, Roxette e tantos outros que valem a pena ouvir.

Por Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog






segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Mulheres, agressor não precisa que vocês ajudem. Precisa que vocês o coloquem na marca penal sem culpa, sem medo e sem pena.

Não adianta dar tratamento psicológico a um agressor. Agredir mulher é crime e o agressor precisa ser punido na forma da lei. Além do mais, os agressores são arrogantes, prepotentes, egoístas e incapazes de amar, não tem empatia, sentimentos nem respeito. Os agressores não precisam que ninguém passe a mão na cabeça deles. Precisam ser colocados na marca do pênalti.

Por Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog







sábado, 6 de janeiro de 2018

Quem defende o agressor e culpa a vítima, sinceramente, é desumano e insensível.

Por Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog







sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Os agressores não gostam de mulher, mas isso não é passe livre para cometer atrocidades

Esses delinquentes infelizmente não tem empatia, respeito e sentimentos. Se eles não gostam de mulher, tem todo o direito, mas isso não é passe livre para cometer essas atrocidades. Se não gosta de mulher, não namore com uma nem se case com uma. Simples assim.

Por Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Como proceder em caso de violência

Só precisa fazer o que oriento abaixo. Mesmo ciente das definições, quando a agressão acontece, a mulher acaba ficando sem saber como agir e que providências tomar. A delegada da mulher de São Bernardo do Campo (ABC paulista), Ângela Ballarini orienta como proceder em casos de violência de gênero:

1 - O que fazer em caso de agressão física?
A primeira coisa é ir à delegacia mais próxima e registrar um Boletim de Ocorrência. Em todos os casos de violência, é recomendado que a vítima procure uma delegacia o quanto antes, para que os indícios e marcas da agressão não sumam, assim, haverá mais provas.

2 - Como funciona este procedimento?
O delegado irá instaurar um inquérito policial e encaminhar a vítima para o IML (Instituto Médico Legal), para registrar os vestígios da agressão. Ele também vai oferecer medidas protetivas de emergência.

3 - Quais são essas medidas?
Tirar o agressor do lar, determinar uma distância mínima entre a vítima e o agressor e encaminhar a mulher para um abrigo, cujo endereço é secreto.

4 - O que fazer caso a agressão ocorra em um momento em que a Delegacia da Mulher está fechada?
A vítima deve se dirigir a qualquer delegacia mais próxima e registrar a ocorrência normalmente. Todas as delegacias devem receber as vítimas.

5 - O que uma mulher deve fazer se for ameaçada?
Ela pode se dirigir à delegacia e registrar a ocorrência. A palavra da mulher é de grande valia nestes casos. Após o registro da ocorrência, a Polícia Civil vai investigar o caso e encaminhar para o fórum. Provas e testemunhas auxiliam no inquérito, como mensagens de texto, áudios, familiares ou vizinhos que presenciaram as ameaças.

6 - A mulher que foi ameaçada recebe alguma medida protetiva?
Sim. Ela também pode ser encaminhada a um abrigo, onde ficará longe do agressor.

7 - Que medidas são tomadas após o registro de estupro?
A vítima é encaminhada a um hospital para realizar exames e receber medicamentos anti-retorvirais, que possam impedir a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis. Além disso, a mulher também recebe gratuitamente a pílula do dia seguinte, para evitar gravidez.

8 - Se a mulher for casada e o marido forçar sexo, é estupro?
Sim. Neste caso a palavra da vítima também é de grande valia e o delegado encaminha para o IML em busca de provas de agressão, como um apertão, por exemplo.

9 - O que acontece com o suposto agressor durante o processo de investigação e caso seja condenado?
O suspeito vai responder criminalmente e, se condenado, pode ser preso. Caso alguma medida protetiva seja descumprida, a prisão preventiva pode ser decretada. Quando a pessoa é indiciada, consta nos antecedentes criminais se o processo foi arquivado ou se houve condenação.

10 - O que pode atrapalhar o inquérito?
Ausência de testemunhas, quando a vítima se arrepende e retira a queixa ou muda para outro estado. Em casos de lesão corporal, não é possível retirar a queixa, mas em casos de ameaça e injúria sim, apesar de não ser recomendado.

Policial que não ajuda a mulher agredida é indecente e despreparado

Um policial que debocha e faz piadas com a mulher agredida e a trata com descaso não tem preparo nenhum pra exercer a função. Deve ser um bêbado que bate na mulher também, nem todo policial é decente, infelizmente não existe o critério caráter nas investigações que fazem pra aceitar o fulano, fazem exames de urina só pra saber se é usuário, mas não procuram saber se o safado é violento ou preconceituoso, desse tipo de gente só se dá uma coisa, o desprezo.