domingo, 25 de dezembro de 2016

Onde existe amor, não existe violência. Os dois não existem no mesmo espaço.

Julgar a morte de mulheres por seus companheiros como "crime passional" é calar a opressão e a objetificação das mulheres e erroneamente associar o crime ao amor: QUEM AMA NÃO MATA!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

O indulto é um meio de fazer com que estupradores, agressores e assassinos de mulher voltem a cometer os mesmos crimes. Eles são irrecuperáveis

O indulto na verdade é uma regalia que a justiça dá para os criminosos e que precisa ser urgentemente banida. Sou contra todos os indultos e a redução de pena, pois os criminosos se aproveitam tanto de um como de outro para cometer novos crimes, assim como ser réu primário e responder em liberdade.

Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Quem profere certos tipos de frase contra uma mulher é canalha e mau-caráter

"Casou porque quis", "apanha porque gosta", "sofre porque quer", 'foi assediada porque se vestiu inadequadamente", quem profere esse tipo de frase é MACHISTA, DESUMANO, INSENSÍVEL, CANALHA e MAU-CARÁTER. Sou homem, defendo o direito das mulheres a vida sem violência com orgulho e tenho nojo de machismo, desumanidade, insensibilidade, canalhice e mau-caratismo. Repudio o descaso de alguns diante da dor de muitas que por medo, vergonha e ameaça, se calam pela violência que sofrem e por uma sociedade repleta de bandidos e abarrotada de leis não exercidas. Se não gosta de mulher, assuma a opção, mas tenha respeito por elas. Não é preciso ser mulher pra combater a violência nem para levantar essa bandeira em prol delas.

Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog




quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Compartilhar senhas de e-mail, redes sociais e aplicativos de celular com o parceiro é perigoso

Nunca compartilhem senhas de e-mail, redes sociais e aplicativos de celular com o namorado/marido. Isso pode ser perigoso. 
Cuidado por que esses caras que pegam senha de e-mail, rede social e aplicativo de celular, boa parte deles é ciumento doentio. E eles podem se aproveitar disso para lhes tolher a liberdade, agredir e matar. Desconfiem.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Amor não é imposto a força nem nasce em cativeiro

Amor não cresce num cativeiro nem é imposto a força.
É conquistado com sedução, tolerância, liberdade, carinho e principalmente com consideração e respeito.
E com os namorados/maridos violentos que tem ciúme doentio, a única saída é mesmo a ruptura do relacionamento e também entregá-los as autoridades policiais e judiciais e aos órgãos de defesa da mulher, afinal eles recusam-se a reconhecer que precisam de ajuda psicológica e não possuem integridade, ou seja são arrogantes ao extremo e além disso mau-caráter e psicopatas.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Não adianta conversar com parceiros violentos

Com namorado/marido violento não adianta conversar. Esse é o tipo que deve ser impiedosamente denunciado. E o delegado que a atende mal nos órgãos de defesa da mulher é anti-ético, uma vez que a Delegacia da Mulher e a Polícia tem que cumprir bem o papel de proteger e defender a mulher agredida. Se o bandido cometeu a agressão deve ser denunciado na hora. Mas o estado também não presta por que se omite, e a vítima precisa de apoio, não de desamparo e mais maus tratos.


domingo, 11 de dezembro de 2016

Namoro e casamento sem respeito não tem como permanecer

Quando falta respeito entre um casal, o relacionamento não tem como permanecer.
A incompatibilidade tem que ser detectada antes que ocorram a violência e o homicídio! Usar de desrespeito para acabar um relacionamento é destruidor para todos que cercam o casal, e também depõe contra o agressor.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Quem fica do lado de um agressor e o apóia é tão mau quanto ele

Quando a família de um agressor comemora a saída dele da cadeia com uma churrascada ou quaisquer outras formas, é por que não presta igual a ele. É simples assim: o bandido não presta e a família também não presta por que incentiva ele a cometer o crime. Trata-se de famílias desestruturadas, cujo filho é um típico PSICOPATA, afinal quanto a afetividade se percebe que ele é um sujeito frio e desprovido de empatia e outros sentimentos, além de não sentir remorso ou culpa e não admitir os próprios erros, o que o caracteriza também como ARROGANTE e PREPOTENTE. No que diz respeito a estilo de vida, o que se nota claramente é que ele age descontroladamente, como de hábito entre esses "homens". Estes são alguns traços que o descrevem. Vide o texto 20 MANEIRAS DE DETECTAR UM PSICOPATA, disponível neste blog.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

É preciso interromper o ciclo de agressões. Se este não é quebrado, o feminicídio é certo.

O feminicídio é o capítulo final de um histórico de violência. Para que o desfecho seja diferente, é preciso que a mulher interrompa este ciclo de agressões, sejam psicológicas, sexuais, verbais ou físicas - o quanto antes. Se a vítima não toma uma atitude, o agressor se sente poderoso e impune.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Um homem que agride não é uma figura protetora, nem faz jus a tal adjetivo.
Quem vê um homem agressor como protetor são somente pessoas ignorantes, estúpidas, atrasadas e principalmente desprovidas de sentimentos.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Todo agressor apresenta uma personalidade violenta e hostil, e agride e mata por ser machista e ter sentimento de posse em relação à mulher. Por isso mesmo mulheres, pensem três vezes antes de arrumar um namorado, se casar e ter filhos. Qualquer dos três pode ser um pesadelo.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Onde começa a violência contra a mulher

O ciclo da violência geralmente começa com a desqualificação e humilhação, e progride para a violência física, da menos para a mais grave.

domingo, 27 de novembro de 2016

Boas maneiras de identificar um agressor

Boas maneiras de identificar um potencial agressor/assassino é vendo se ele quebra objetos dentro de casa e caso frequente estádios de futebol, vendo que ele arruma brigas com torcedores do clube adversário ou faz quebra-quebra. Se um sujeito quebra objetos dentro de casa, briga com os torcedores adversários ou depreda as instalações do estádio, descartem quaisquer possibilidades de namorar ou de se casar com o meliante.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

COMBATER A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, DEVER DE TODO CIDADÃO DE BEM.

Hoje é uma data muito especial, pois é o Dia Internacional do Combate a Violência contra a Mulher.
Como pessoa de bem que ama as mulheres, afirmo: TODAS ELAS TEM O DIREITO A UMA VIDA SEM VIOLÊNCIA. Tanto faz se o agressor é o chefe, o médico, o namorado, o marido, o ex, enfim o que importa é que para as mulheres ninguém pode se atrever a levantar a mão, nem usar palavras humilhantes, nem a constranger a atos libidinosos contra a vontade...
Fico muito triste e sofro se uma mulher é agredida ou morta, mesmo se for uma que eu não conheço, pois sou amoroso, carinhoso, romântico e acolhedor, mas muito sensível.
Mulher é para respeitar, amar e tratar com carinho.
Quem não gostar de mulher, tem todo direito, contanto que a respeite.

Por Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog







quarta-feira, 23 de novembro de 2016

15 frases típicas de homens ciumentos que indicam que a relação é uma furada

15 frases típicas de homens ciumentos que indicam que a relação é uma furada:
1 - “Eu confio em você, mas não nos outros”
2 - “Eu sei que ele é seu amigo, mas nosso namoro também começou depois de uma amizade”
3 - “Por que está online a essa hora?”
4 - “Com quem você troca tantas mensagens nesse telefone?”
5 - “Você não entende... Eu sei como são os homens”
6 - “Onde você vai assim, tão arrumada?”
7 - “Não sabia que você era tão amiga assim desse cara”
8 - "Por que não atendeu ao celular quando te liguei?”
9 - “Quem é esse cara que te adicionou no Facebook?”
10 - “Me empresta seu celular para eu ver uma coisa?”
11 - “O que aquele cara que estava falando com você queria?”
12 - “Não sou ciumento, só cuido do que é meu”
13 - “Puxa, você tem muitos amigos homens no Facebook, hein”
14 - “Seus amigos não gostam de mim?”
15 - “Tchau... E comporte-se”
Se seu namorado ou marido proferir pelo menos uma dessas frases, o relacionamento é abusivo. Fujam desse tipo de relação, procurem amigos, parentes que possam ajudar. Se vocês se sentirem ameaçadas, procurem a delegacia da mulher, que mesmo com toda a burocracia, é a melhor medida a se tomar. Por favor, não se calem. NÃO SE CALEM!!

terça-feira, 22 de novembro de 2016

A chantagem emocional

A chantagem emocional pode acontecer tanto na amizade quanto no âmbito familiar ou num relacionamento. O objetivo de um chantagista é conseguir manipular a outra pessoa e transformá-la em alguém que satisfaz os seus desejos. Às vezes, ela pode ser realizada de maneira tão sutil que o outro pode nem se dar conta de que está sendo manipulado.
Embora pareça mentira, uma pessoa que recorre à chantagem emocional é alguém inseguro e fraco. Precisa recorrer à chantagem para alcançar seus objetivos, já que não se vê capaz de conseguir as coisas de maneira saudável, ainda que aparente ser uma pessoa muito seguras.
A seguir, apresentamos 4 maneiras de chantagear e como fazer para não cair nesse tipo de manipulação.

1. Chantagem emocional por pressão ou ameaça

Este tipo de manipulação consiste em exercer pressão sobre outra pessoa, de tal maneira que a liberdade lhe é limitada. Se ela não fizer o que lhe é solicitado, há um castigo ou uma grande chateação posterior. O sentimento apresentado pela vítima diante dessa manipulação é o medo.
A típica frase dita pelos pais a seus filhos pequenos, “Se fizer isso de novo, vai ficar de castigo”, ou de alguém que diz a seu parceiro, “Se fizer isso outra vez, acabou tudo!”, são frases radicais nas quais, caso a ordem não seja acatada, haverá uma consequência posterior.
Como podemos nos defender deste tipo de chantagem emocional? Fazendo o chantagista ver que ele não é capaz de nos causar medo. Uma ameaça ou pressão sempre busca gerar medo e, assim, a vítima acaba obedecendo. No entanto, se não houver medo ou se fizermos a pessoa achar que não estamos sentindo medo, desmontamos a manipulação.
A resposta para uma ameça do tipo “Se fizer isso outra vez, acabou tudo” poderia ser “Sou livre para fazer o que eu quiser e se isso faz você querer me deixar, não posso fazer nada!”O importante é fazer a pessoa ver que, em vez de aceitar a ameaça ou o castigo, somos capazes de enfrentá-lo, e nem por isso vamos mudar nossas ações.

2. Chantagem emocional que cria culpa

Consiste em criar um sentimento de culpa na vítima, fazendo-a acreditar ser uma má pessoa caso não obedeça. Frases como “Se você faz isso, é porque já não gosta de mim”, “Depois de tudo o que fiz por você, é assim que você me paga?”, “Se você me deixar, vou adoecer e não poderei suportar”, “Você me desapontou, pensei que você era uma boa pessoa”.
O que se busca com qualquer dessas frases é que o outro se sinta mal e culpado. Dessa maneira, a vítima poderia ser manipulada e consentiria em satisfazer o outro para não ficar “mal na fita”.
Como parar este tipo de chantagem emocional? Fazendo o chantagista ver que não nos sentimos más pessoas nem pensamos ser culpados das consequências que o cumprimento de tais ordens poderiam trazer.
Há casos extremos, como o da pessoa que diz “Se você me deixar, não quero mais viver”. Esse seria o exemplo mais delicado, pois não sentir culpa num caso como este é complicado, já que nos sentiríamos responsáveis pela saúde do outro. No entanto, a realidade é que cada pessoa é dona de sua própria vida e nós devemos viver em liberdade; não podemos estar presos a alguém por pena nem por culpa, pois, afinal, a vítima seria a pessoa manipulada e sofrendo pela chantagem emocional.

3. Confundir, distorcer

O chantagista tentará distorcer as situações até que possa se encontrar em um papel no qual tem razão; tentará se transformar em uma espécie de guia. Para poder manipular, ela saberá perfeitamente os pontos fracos da vítima, e fará com que esta última acredite que precisa de seus conselhos para poder ir por um bom caminho.
Tratará de criar uma espécie de dependência em que o chantagista será a pessoa que tem a posse da verdade. Ela terá argumentos que podem sair por cima de qualquer situação, com a finalidade de fazer a vítima perceber que a salvação está em ignorar.
Como parar este tipo de distorção? Informando o manipulador que cada pessoa vê as coisas de maneira diferente e que nós, estando errados ou não, desejamos tomar a decisão que pensamos ser a melhor.
Assim, ainda que o chantagista tente fazer com que a vítima cometa um erro, podemos responder a ele que não nos importa que possamos cometer erros e desejamos tomar nossas próprias decisões.

4. Promessas positivas e presentes

Outro tipo de chantagem mais escondida, que nem mesmo parece uma chantagem, é a promessa de algo muito positivo caso realizemos os desejos do outro. Somos premiados ou presenteados com algo que desejamos muito, caso façamos o solicitado pelo chantagista.
Os pais costumam fazer isso com seus filhos, “Se você passar de ano, vou te dar uma bicicleta”, “Se você for visitar sua avó, compro doce pra você”. Se uma criança deseja muito uma coisa, é normal que ela faça o possível para conseguir o que quer.
Esse caso é positivo porque a ordem que os pais dão é positiva para a criança, mas há outros casos em que a ordem tenta enganar a vítima, como por exemplo, o caso de uma pessoa apaixonada que quer conquistar uma moça com problemas financeiros. O chantagista oferece algumas recompensas que sabe que convenceriam a vítima a sair com ele.
Possivelmente, conseguiria conquistá-la ao solucionar seus problemas, mas, ao final, ao perceber que seus problemas foram solucionados, a vítima perceberia que foi comprada e manipulada, já que, em momentos de desespero, a razão cai a 50%.
Outra forma parecida de chantagear é lembrar alguém dos presentes dados e das quantias que deve, como, “Você se lembra dos presentes que te dei? ,” Lembra daquilo que paguei para você? ”, é como dizer, de maneira sutil, “Te dei muitas coisas materiais e, por isso, você deve me obedecer.”
Como não ceder a este tipo de manipulação? Lembrando o chantagista que cada pessoa é livre para pagar ou presentear o que quiser e nem por isso somos obrigados a devolver o favor.
Sempre, em qualquer tipo de relação, seja em uma amizade ou em um relacionamento amoroso, devemos estar à mesma altura do outro. Trata-se de uma troca, deve ser recíproco; no momento em que alguém quer ocupar outra posição, soa o alarme. Ainda que alguém esteja passando por problemas, uma pessoa saudável ajuda de uma maneira dentro da normalidade, mas se alguém aproveitar para se colocar em uma posição de “herói” e deixar o outro como “vítima que precisa ser salva”, podemos acabar entrando em uma zona de manipulação.

Sinais para detectar um chantagista emocional

– Falar com eles é estressante porque mudam continuamente o assunto da conversa, vão mudando de estratégia e tentam confundir a vítima até que encontram o ponto fraco, onde sentem que podem manipular.
– Quando estamos frente a um manipulador, as sensações falam mais do que a razão. Devemos sempre observar nossas emoções; se nos encontrarmos frente a uma pessoa saudável, as emoções também serão saudáveis, mas se estivermos frente a um chantagista, é muito comum que nos sintamos incômodos, com mal estar, frustrados e indecisos. Por um lado, nossa mente pode perceber que algo não vai bem, mas, por outro lado, os medos e as chantagens que recebemos podem invalidar a razão e chegar a um momento em que nos sintamos incapazes de tomar decisões.
– Costumam se vangloriar de sua vida e de suas propriedades, já que buscam ser vistos como “heróis ou salvadores”. Por isso, as pessoas que possuem uma baixa autoestima são mais propensas a cair nas garras dos manipuladores, pois pode ser que elas os admirem em excesso.
– Querem ser aqueles que dominam as conversas e os que sempre têm razão; são pouco flexíveis e não sabem ouvir, falam muito mais do que ouvem.
– Não gostam de receber conselhos, já que consideram um insulto à sua inteligência.
– Mudam facilmente de humor já que, se conseguirem manipular, ficam felizes, mas se a vítima resistir, suas feições podem mudar em questão de segundos…
– Desejam anular a opinião do outro, fazendo com que apenas a sua seja válida e verdadeira.
Fonte: http://amenteemaravilhosa.com.br/a-chantagem-emocional/

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Agressores tem que ser colocados na marca do pênalti. Todos eles são arrogantes, mentirosos e falsos.

Quando os agressores ficam de cabeça baixa e humildes numa audiência e dentro de casa são agressivos, violentos e mal-educados, isso significa que eles são duas caras. A falsidade dos agressores é um traço de personalidade bem perceptível, bem como a arrogância e a falta de sentimentos. Agressores não possuem integridade, por isso denunciem na primeira agressão e rompam os laços sem medo. Homens agressivos não servem para namorar, se casar e ter filhos. Ao denunciar, tem que falar tudo que sabe, pois agressor só entende uma linguagem: ser colocado na marca do pênalti. Além disso, os agressores são todos mentirosos, sendo consequentemente indignos de confiança.


quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Não importa o tipo de roupa! Nenhum homem tem direito de estuprar e assediar uma mulher.

O que esta bela moça mostra no cartaz é a mais pura verdade.
O fato de uma mulher usar blusas decotadas, vestidinhos, shortinhos, mini-saias, tops e ir a praia usando biquíni não dá a um homem os direitos de estuprar e de assediar sexualmente.
As mulheres não são seres de segunda categoria nem são objeto de desejo.
Os homens que agem assim devem simplesmente ser presos, pois além de criminosos, eles não tem sentimentos. Por não gostarem de mulher que eles tratam elas dessas maneiras desrespeitosas, e por isso mesmo eles deveriam tratar logo de assumir a homossexualidade.
Mulher é para respeitar, amar e tratar com carinho.




quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Universidades e alunos: OS DOIS SÃO CULPADOS DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Esses estudantes que agridem as meninas que estudam com eles são mau-caráter, e são também insensíveis e desumanos. A ruindade é o que norteia o comportamento deles. Mas a culpa delas serem violentadas é tanto do muquifo como do meliante, pois este é acobertado por aquele. Como pessoa de bem e inimigo número 1 da violência com mulheres, não me conformo com uma coisa dessas e deixo com elas o meu carinho e o meu apoio.

Mexeu com elas, mexeu comigo!
Rui Ricardo Soares Melo Filho
Criador deste blog








terça-feira, 8 de novembro de 2016

Mulheres, leiam e reflitam! É importante para vocês!


Muitas vezes você não consegue sair desse relacionamento, e os motivos são os mais diversos: medo da reação da outra pessoa, medo de ficar sozinha, esperança de que a pessoa vai mudar, ou porque você simplesmente ama a outra pessoa e, quando a gente ama, tentamos o máximo para manter a pessoa por perto. O que você precisa entender é que o amor não suporta o sofrimento constante. Não vale a pena se permitir sofrer desse jeito porque você ama a pessoa. Quando ela abusa de você, sua atitude é a maior prova de que o amor não é recíproco. Amor não sufoca, não controla, não humilha, não abandona, não machuca, não faz pressão psicológica, não ameaça, não agride, não mente. Isso é abuso, amor é outra coisa.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

MULHERADA, SE VOCÊS TEM UM NAMORADO OU SÃO CASADAS, LEIAM ESTE ALERTA ABAIXO. É IMPORTANTE! É PARA O BEM DE VOCÊS.

Se ele for machista, possessivo, controlador e ciumento doentio, pode saber que ele não presta. O homem que tem um desses quatro defeitos não serve nem pra namorar, quanto mais pra se casar. Esses quatro tipos costumam ser violentos e também são assassinos.


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Como saber se o meu parceiro é possessivo

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O que fazer se meu namorado é muito ciumento


É normal sentir ciúmes, mas deve-se ter cuidado pois o ciúme excessivo demonstra falta de confiança em nós mesmos e em nosso parceiro. Se o seu namorado é extremamente controlador e não deixa você viver, em umComo, daremos alguns conselhos para que saiba o que fazer se o seu namorado é muito ciumento.




Fale claramente

A primeira coisa a fazer é falar claro com o parceiro para saber se alguma atitude sua o desagrada. As pessoas ciumentas veem coisas onde elas não existem e exageram tudo, de forma que é necessário deixar tudo muito claro desde o princípio a fim de evitar mal-entendidos.

Pequenas cenas na rua


Se o seu namorado faz cenas de ciúmes na rua, você deve dizer a ele/a que um relacionamento é baseado na confiança e que, se continuar dessa forma, a relação irá terminar. Se pretende lutar pela relação, é melhor procurar ajuda antes que seja tarde demais.

Saída com amigos
Em vez de criticar o seu parceiro na frente de seus amigos, você deve fazê-lo sentir que você o/a valoriza. Mantenha a calma e faça-o entender que ele/ela não tem motivo para sofrer de ciúmes. Não deixe que ele/ela faça com que você se sinta culpado, lembre-se de que é ele quem tem o problema.

Acabar o relacionamento ou continuar?
Se você já tentou por todos os meios mudar de rumo, tenha em mente que as coisas podem piorar. Portanto, é melhor colocar um fim na relação. Uma relação que se baseia no ciúme e na desconfiança não trará felicidade nem bem-estar emocional.
Por outro lado, se deseja continuar, é preciso fazer mudanças, caso contrário nenhum dos dois será feliz. Nesse caso, será importante que sugira ao seu parceiro controlar os ciúmes e procurar ajuda profissional se necessário, pois só dessa forma poderão encontrar a paz que ambos merecem.

Fonte: http://relacoes.umcomo.com.br/artigo/o-que-fazer-se-meu-namorado-e-muito-ciumento-14209.html

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Os casos de estupro acontecem exatamente por que os "homens" não respeitam a regra mais elementar, a de que "o direito de uma pessoa termina onde começa o da outra". Os que acham que o corpo da mulher está a disposição deles também são 100% culpados, por conta da RUINDADE deles. Não custa lembrar que estupradores são pessoas frias e desprovidas de sentimentos e empatia. Um homem de verdade, que valoriza a mulher, que tem respeito e sentimentos não acha que o corpo das mulheres está a disposição dele.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

A culpa pela agressão e pelo estupro é 100% deles, por não respeitar a vontade e o espaço delas. Essa é uma regra de relacionamento elementar, a conhecida "Seu direito termina onde começa o da outra pessoa". Nenhuma mulher é objeto nem propriedade de namorados/maridos.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Características psicológicas do agressor

Os psicólogos ou psiquiatras expõem que os maus-tratos são consequência de uma doença, mas se inclinam por uma explicação que tem a ver com um sistema desigual. Isto é, um abuso de poder ou de dominação que afeta a sociedade.
Um agressor geralmente começa assediando a vítima, reduzindo sua liberdade, isolando-a de seu entorno (família, amigos, etc.), minando a sua autoestima, bloqueando-a e minando seu senso de segurança, transformando-a gradualmente em dependente.
“Ele se aborrece quando saio com minhas amigas”, “Me diz para não me maquiar muito“, “Não gosta que eu use uma saia muito curta“, “Não quer que eu fale com meus colegas de trabalho são as frases mais comuns de mulheres que sofrem de abuso psicológico por parte de seus parceiros.
Repreender, tratar como uma criançaconsiderá-la inútil ou idiota, fazendo com que mude sua forma de ser ou de se vestir, também são formas de maltratar.
O agressor muitas vezes também abusa do seu poder, seja econômica ou físico e faz com que a mulher se sinta culpada por sua maneira de falarde pensar, de agir, etc. O problema da culpa é muito comum e também pode resultar no que se conhece como “Síndrome de Estocolmo“, em que se evitam situações que podem gerar conflitos ou confronto para não brigar ou até se separar.
O ciclo de maus-tratos costuma, em muitos casos, começar na infância do próprio agressor ou em algum tipo de trauma que aconteceu com ele durante seus primeiros anos de vida (até a adolescência). O agressor pode ter vivido em um ambiente de muita violência física ou verbal e ter sofrido medo, abandono, represália, controle excessivo, agressões físicas, etc.
As características do agressor
Estas são as principais características de uma pessoa com claro perfil de abusador ou agressor:
– Possessivo, dominante e exigente: uma das primeiras ações que toma é querer afastar seu parceiro de familiares e amigosComo? Falando mal delesincomodando-os em público, querendo semear a discórdia em alguma discussão ou problema, etc. Isso transforma a personalidade da vítima, priva-a de apoio externo e a torna dependente. Com o uso da violência, ele exerce poder absoluto sobre ao que você faz, sente e pensa, mesmo no mais íntimo de seu ser.
– Egocêntricoo mundo sempre tem que girar em torno deleFaz o que ele gosta em todos os momentos (o filme, o restaurante, o lugar de férias, as saídas) e caso contrário, se irrita. A mulher é um simples “satélite” que tem que girar ao seu redor, dependendo do que ele quer dela em cada situação. Tudo deve estar sob o seu controle e, se ela quiser desfrutar um pouco de sua independência, ele mostrará seus traços mais violentos.
– Temperamento difícilbirras como as criançasacessos de raivaameaçascara feiabrigas, etc. Tudo é sempre justificado pela culpa do outronão por razões internas. Ele vai dizer que tal atitude o deixa de mau humor, que tal resposta é a causa de sua raiva e uma longa lista de desculpas.
– Ridicularizar ou humilhar publicamenteestando em uma reunião de família ou em um jantar com amigos, ele não terá nenhum problema em “mostrar” para os outros os defeitos de seu parceiro.Vocês não acham que ela está um pouco acima do peso?“, “Sempre erra“, “Não sabe fazer a carne como eu gosto”“É uma bagunceira, etc.
Faz isso para manter a mulher sob controle, insultando, denegrindo, ferindo. Como consequência, a confiança vai sendo destruída e só se pensará nos erros. Nunca ficará alegre com os progressos ou êxitos e minimizará qualquer realizaçãoOs fracassos pessoais virão à tona antes das virtudespara que tenha a sensação de que você está sempre fazendo tudo errado.
– Controlador-paranóico: pensa que os outros querem se aproveitar dele, de seu dinheiro, de seu poder, de seus contatos, de sua sabedoria, de sua experiência, etc. Tem uma necessidade obsessiva de controlar o seu parceiro todos os dias, com perguntas destinadas a encontrar contradições.
O agressor monitora constantemente os movimentos de sua vítima, querendo saber onde sua namorada ou esposa está, com quem está, a que horas volta, o que faz e o que não faz, com quem fala, porque está atrasada alguns minutos, etc. Considera a outra pessoa sua posseseu objeto, não uma pessoa com vida própria.
– Violento e agressivocomeça lentamente quebrando, pratos, móveis ou vidrosbatendo nas paredes,jogando coisas no chão ou contra a pessoa, etc. Se chega a este ponto, é preciso fazer a denúncia e fugir imediatamente dele, não dar oportunidades.
Parece muito simples de conseguir, mas não é, pois o agressor mantém a vítima “amarrada” de diferentes maneiras, com uma grande carga psicológicaNo entanto, se vários desses pontos lhe soam familiaresvocê está com um problema que deve resolver antes que seja tarde demais.
Fonte: http://amenteemaravilhosa.com.br/caracteristicas-psicologicas-do-agressor/